5 dicas para monitorar e proteger corretamente seu condomínio.

O medo da violência incentiva as pessoas a buscarem cada vez mais aparatos que reduzam a ação de bandidos, que não se intimidam mais e atuam em qualquer lugar e a qualquer hora do dia. Câmeras de vigilância, contratação de seguranças, instalação de alarmes ou de cercas elétricas estão entre os itens mais adotados pelos condomínios.

Porém isto deve ser feito por uma empresa experiente, que avalie a necessidade real de cada um desses itens e que principalmente estude e escolha o melhor local e posição para a instalação dos mesmos.

Separamos 5 dicas muito importantes para ajudar no monitoramento do seu condomínio:

  • Locais que devem ser monitorados:

As áreas comuns do condomínio devem ser filmados sempre: áreas de acesso (portaria, entradas e saídas das garagens) e áreas de grande circulação (hall social, entradas e saídas de escadas, trajeto entre as garagens e elevadores). São também nesses locais que devem estar os melhores equipamentos do condomínio.

 

  • Locais que não devem ser monitorados:

Banheiros e vestiários, por exemplo, não podem ser filmados. A piscina é uma área que, em geral, não convém ser filmada também.

 

  • Cuidados com os equipamentos:

Para a instalação e manutenção desses equipamentos de monitoramento e segurança é ideal que seja contratada uma empresa especializada, pois é mais fácil de evitar futuros problemas quando se trata de alguém com experiência no assunto. É importante também que haja placas e avisos sobre a presença de câmeras e principalmente de cercas elétricas em todos os locais, evitando riscos de acidentes para os condôminos e funcionários.

 

  • Uso das imagens:

É muito comum moradores pedirem imagens das câmeras de monitoramento, geralmente quando há um problema como um carro riscado na garagem ou um ato de vandalismo em áreas comuns do condomínio. Porém é recomendado que estas imagens sejam cedidas somente por pedido judicial, isto para evitar possíveis conflitos entre moradores. Entretanto (mesmo não sendo aconselhado pelos advogados), dependendo do caso, o síndico pode assistir as imagens e entrar em contato com as partes interessadas para agilizar a solução do problema.

 

  • Quanto a legislação:

As regras para o uso tanto das imagens do condomínio quanto da instalação de cercas elétricas variam de acordo com a região. Em Florianópolis a sinalização de ambos os equipamentos é obrigatória. Na grande maioria dos Estados e Municípios brasileiros não há regulamentação sobre o tema, o que se espera sempre é um uso racional e seguro das cercas elétricas e das imagens geradas dentro do condomínio, que devem ser geradas para aumentar a segurança no local e não gerar constrangimento seja em funcionários ou em moradores.

 

Gostaria de uma análise de risco em seu condomínio ou empresa?
Solicite uma visita de um consultor Koerich sem compromisso.

SIM QUERO UMA ANÁLISE EM MEU CONDOMÍNIO!

 

 

 

Referência: Sindiconet

1 Comentário

  • Vanessa

    Nossa, perfeito o artigo! Adorei, adorei! Podiam enviar o post pro e-mail tb:(

  • Escreva seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *